X

Pesquisar

Encontre páginas e artigos em nosso site.

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Imposto de Renda

Sonegação de impostos devidos ao Fisco não é a única maneira de ser incluído na malha fina da Receita Federal.

Erros de preenchimento no formulário da declaração anual do Imposto de Renda são os mais comuns e também podem fazer com o que o contribuinte tenha que prestar contas ao Leão.

Os erros mais comuns são os lançamentos de valores nas fichas de “Rendimentos Tributáveis”, diferentes daqueles que foram declarados nos informes de rendimento fornecidos pelas fontes pagadoras.

A omissão de rendimentos, como aluguéis, e a falta de informações de dependentes e seus rendimentos estão entre as principais causas para os erros e a inclusão na malha fina, além de inconsistências básicas de preenchimento.

Para não ter que prestar contas ao Fisco após a entrega da declaração anual, o importante é se organizar para não cometer erros no preenchimento.

Dados sobre empregados domésticos, aluguel, despesas com saúde e educação, e investimentos e aplicações são imprescindíveis e merecem grande atenção. Por isso, é preciso organizar tudo, especialmente os informes de rendimentos, para não ter dor de cabeça durante a entrega.

Neste ano, o contribuinte precisa ficar atento a algumas mudanças para não cometer erros que podem levar à malha fina, adiando o recebimento da restituição, caso tenha direito. Será obrigatória, por exemplo, a apresentação do CPF para dependentes a partir de 8 anos, completados até o dia 31 de dezembro de 2017. Na declaração de bens, serão incluídos campos para informações complementares, como números e registros, localização e número do Renavam do veículo.

Ainda assim, se cair na malha será intimado a prestar esclarecimentos e caso não convença, sofrerá uma notificação de lançamento que se não for impugnada dará ensejo a uma execução fiscal.

Pra isso recomenda-se que recorra a  um advogado tributarista para elaborar a declaração de imposto de renda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *